Tanderk - As Marcas Fundamentais

Sessão #15

Após prestar homenagens às vitimas da armadilha das bruxas, os aventureiros viajam para o esconderijo da Ordem da Morte Ampla. A busca por Ziggy, Jack e a Marca Fundamental continua.

A viagem de barco termina na encosta de uma montanha. Uma muralha foi construída aproveitando a vantagem natural oferecida pela montanha e pelo pântano. Os aventureiros montam um plano e batem no portão principal, apresentando-se como iniciados da Ordem.

O plano funciona e o grupo avança para dentro do alojamento. O Sensei parabeniza os iniciados, orientando-os a descer as escadarias em direção ao templo para continuar o aprendizado. O grupo decide que Mordecai ficará no alojamento, buscando informações sobre os aventureiros desaparecidos enquanto Domenic, Docthorim e Damião partem para investigar o subsolo.

Me parece um plano desastroso, Domenic. Mas é justamente deles que surgem as melhores histórias! Vamos!
– Damião

Logo em seguida Mordecai descobre que APENAS ELE enganou os Cultistas – os demais aventureiros rumam para uma armadilha fatal.

O Hino da Morte Ampla

O trio desce por um corredor estreito. Nas paredes existem glifos que iluminam o caminho a cada passo dos personagem. Após minutos descendo as escadarias um espectro surge diante dos aventureiros. Assim que Domenic o cumprimenta o ser se desfaz.

Subitamente tudo escurece. Nenhuma luz surge da tocha que Damião acende. A magia de Docthorim e sua visão racial não funcionam. Várias gargalhadas malignas cercam os aventureiros. Os inimigos debocham do infortúnio de suas vítimas. Irritado, Damião pragueja e desafia o líder para um duelo, gira a espada e entra em posição de batalha.

No instante em que a escuridão se dissipa, um dardo atinge o cavaleiro.

“Depois que eles morrerem, jogue os corpos no fosso.”

Se o drider vier para cima, dá uns golpes de karatê que ele corre. O Monge ensinou o medo e a loucura àquela criatura a muitos anos.
– Sensei da Morte Ampla

Mordecai, ainda sob disfarce, convence seu inimigo a acompanhá-lo na tarefa. Ainda consegue aprender que o monstro é insano, sofrendo de múltiplas personalidades – seus companheiros de ninhada mortos pelo Monge durante a construção do templo.

Quando o feiticeiro chega na batalha, tudo está um caos – O ladino e o clérigo, completamente paralisados e confusos, assistem Damião atacar o nada, enquanto o drider posicionado no teto da caverna ri e debocha das vítimas.

Domenic é surpreendido e nocauteado pelo Sensei. Neste momento a loucura de Damião cessa e ele elimina o Cultista para proteger o ladino. Mesmo em número inferior, o drider usa poderosos feitiços para ferir e enfraquecer o grupo.

O drider derrota Damião, posicionando sobre o corpo do cavaleiro para desferir o golpe final. No momento mais desesperador Mordecai relembra as palavras do Sensei e decide atacar com seus punhos, imitando um artista marcial. O drider se apavora com a visão e corre, dando tempo para Docthorim curar o cavaleiros. Unidos, os quatro aventureiros avançam e Damião mata a criatura.

O grupo vasculha os percentes do drider. Encontram o caminho para o templo desmoronado, então decidem descer pelo fosso das vítimas da armadilha.

Comments

antoniolfreitas antoniolfreitas

I'm sorry, but we no longer support this web browser. Please upgrade your browser or install Chrome or Firefox to enjoy the full functionality of this site.