Tanderk - As Marcas Fundamentais

Sessão #16

Os aventureiros localizam um atalho para o templo: o fosso utilizados para “despachar” os corpos das vítimas. Com uma corda Domenic permite ao grupo descer em segurança. Docthorim, carregado de equipamentos, acaba caindo, mas sua cabeça dura amortece a queda.

Mordecai sugere que o grupo finja-se de morto, para que ele atraia os cultistas do templo para uma emboscada. O grupo obedece, mas o plano do feiticeiro falha quando um gigantesco cão de guarda alerta os Cultistas da Morte Ampla para a existência de invasores.

Templo do Cão

Os aventureiros se reagrupam. Damião e Docthorim enfrentam o canino e um cultista em um estreito corredor. Domenic destranca a porta de um depósito e junto com Mordecai evitam o corredor onde o guerreiro e o clérigo combatem.

O feiticeiro e o ladino chegam a um grande salão retangular, com 4 portas de madeira de layout carcerário no lado esquerdo e um chafariz coberto de limo ao centro. Percebendo a chegada de reforços, Mordecai Invoca um Cachorro Celestial para barrar o avanço dos inimigos, em tempo para Damião e Docthorim vencerem a luta do corredor e unirem-se ao novo conflito.

Com todos os oponentes mortos o grupo vasculha por pistas. As celas, de aspecto semelhantes ao calabouço de Farina, contêm apenas corpos em variados estados de decomposição.

Uma das celas foi adaptada para ser um escritório, e nela Docthorim encontra o Diário de um sujeito chamado Rorugar. Encontra também nesta sala uma misteriosa adaga de obsidiana.

Alice acorrentada

O grupo repara uma cela a mais no salão retangular. Para a surpresa de todos, encontram uma sobrevivente – uma humana jovem, que mesmo diante dos traumas e ferimentos de seu cativeiro mantém um semblante distinto e determinado.

Por alguma razão a prisioneira de nome desconhecido não consegue falar com os aventureiros, demonstrando muito medo com a presença deles. Apenas quando Damião, que estava atrás dos demais colegas, se aproxima e estende sua mão é que a jovem se acalma. O grupo cuida da prisioneira. Mordecai disfarça a jovem como uma cultista e a ajuda a retornar até o alojamento, pois não querem expor a prisioneira a mais violência.

Soma Zero

Os aventureiros encontram o salão principal do templo e avançam. Eles enxergam Ziggy em uma jaula e a Marca Fundamental em outra. Em seu caminho apenas 3 cultistas em posição de combate. Para a surpresa de Domenic e Docthorim, Jack Graham está sentado em um grande trono no final do salão, acompanhado de uma bela e misteriosa cultista.

Domenic reconhece a mulher como Sara, amiga de Jack, que ajudara o ladino a infiltrar-se na Prisão para resgatar o grupo em Random.

Os cultistas reverenciam Jack como o líder Khazul. Por alguma razão o Monge fica muito irritado com o Título.

EU JÁ FALEI: É CÁ-SU-LO!!!
– Khazul

O Monge explica a filosofia de sua ordem e coloca os aventureiros em um dilema: Sacrificar Ziggy ou destruir a Marca Fundamental. De uma forma distorcida e cruel, Khazul demonstra que a perda é fundamental para o crescimento na jornada de todo ser vivo.

Como todo bom grupo de aventureiros, os personagens optam pela terceira alternativa.

O Confronto

Mordecai lança uma teia sobre os cultistas, mas Khazul evita o ataque. Domenic rapidamente busca cobertura e elimina um inimigo próximo. Docthorim suplica a seu deus por mais força física e Damião avança sobre os cultistas enredados.

Os aventureiros lutam em sinergia: O Guerreiro e o Clérigo assumem a dianteira de maneira tática, eficientemente apoiados pelos disparos precisos do Ladino e pela artilharia arcana do Feiticeiro. Os cultistas tombam como moscas. Em instantes Khazul e Damião assumem o centro de todo o combate.

O Monge é experiente e muito veloz, golpeando o guerreiro de forma feroz. Mas o cavaleiro luta com honra e com propósito maior: Proteger o menestrel que narrará seus grandes feitos.

E o cavaleiro vence o conflito sangrento, matando seu inimigo. O que realmente assusta Damião é o olhar sereno e o sorriso confiante de seu inimigo diante do fim de sua existência. Sara, que não se envolveu no combate em nenhum momento, rapidamente se desloca e toca o corpo de seu mestre. Antes dela desaparecer com Khazul, os aventureiros observam o mesmo sorriso confiante, como se tudo ocorresse conforme o esperado…

Desculpe, mas sua princesa está no próximo castelo.

O grupo se reencontra e os cinco comemoram. Quando o grupo volta para a superfície, reencontram a prisioneira os esperando na muralha. Todos os cultistas no pátio estão mortos, e a prisioneira continua muda.

Ziggy revela na viagem de volta a Farina que a Marca Fundamental é falsa. O artefato original está em segurança, num local muito especial…

Comments

antoniolfreitas antoniolfreitas

I'm sorry, but we no longer support this web browser. Please upgrade your browser or install Chrome or Firefox to enjoy the full functionality of this site.